Sete Alegrias

"Alegra-Te, Cheia de Graça…"

Três Homens Bons

Riobaldo, apelidado de Tatarana por sua habilidade em atirar, é o principal personagem de Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa. Num episódio do romance, participa da preparação para uma batalha. O chefe dos jagunços explica como vai ser o confronto e conclui dizendo que precisa de alguns homens de confiança ao lado dele no momento crítico, no calor da batalha. “Riobaldo, Tatarana, tu vem. Lugar nosso vai ser o mais perigoso. Careço de três homens bons, no próximo do meu cochicho.”

Lembrei-me desta passagem ao meditar sobre a vida de São Francisco de Assis.

Na época de São Francisco, a Igreja também passava por momentos críticos. Deus pediu ao santo que A restaurasse. O Senhor viu nele um homem bom, merecedor da Sua confiança para lutar a difícil luta de reconstruir o Edifício Espiritual. Na sua simplicidade, Francisco interpretou o pedido literalmente e pensou em reformar a igreja onde rezava. Só mais tarde percebeu a imensidão do encargo.

Hoje está chegando ao Brasil outro Francisco, outro homem bom, com uma delicada missão. Os católicos, bem como os nossos irmãos separados, passam por perseguições de todo o tipo, no mundo todo. Pior ainda, o inimigo está dentro; tomou forma na pele de marxistas (leia-se ateus) para quem a Igreja é uma instituição como outra qualquer, um sindicato ou um clube de futebol, alvo das suas maquinações – Maria avisou em Fátima: “Cuidado com a Rússia”. O Papa Francisco, em pouco tempo, já mostrou serviço. Se a tarefa é imensa, o argentino não tem medo dela.

Um Francisco – o santo -, outro Francisco – o Papa – … e o terceiro homem bom, quem é?

Ué!? Está na cara: tem que ser eu, tem que ser você, porque querer que alguém enfrente a parada mas não estar disposto a meter mãos à obra é muita folga, não acha? A nossa missão é bem clara: estudar (para não agir loucamente), orar (para entender a vontade de Deus), se sacrificar (para ganhar força) e agir (“pelos frutos os conhecereis” Mt7,20). O que tinha São Francisco a mais do que você e eu? Não podemos imitá-lo na entrega a Deus e na força de vontade e determinação? O que nos prende?

Vou dizer o que nos prende: quando a gente vê de fora a valentia dos santos em situações perigosas, acha muito bonito todas as peripécias, aventuras e ciladas. Mas quando o enredo é conosco, bom, aí a coisa não é tão bonita assim… O medo e o apego às caducas coisas da terra nos prendem. Bem cedo nos fugirão das mãos, ensina São Josemaría.

Hoje, o Edifício está aos cacos. A perseguição aos cristãos recrudesce. O lugar dos católicos é o mais perigoso. O Chefe olha para a força de homens e diz: “Careço de três homens bons. Lugar nosso vai ser o mais perigoso.” E, com esperança e confiança, diz a você:

– Riobaldo, Tatarana, tu vem.

5 Respostas para “Três Homens Bons

  1. Neusa 22/07/2013 às 09:27

    Parabéns, Ricardo, pela iniciativa! Desejamos muito sucesso ao seu empreendimento! Pode contar com nossas orações e apoio! Neusa e Pedro

  2. Roberto Ribeiro Fernandes 22/07/2013 às 11:55

    Amigo Ricardo, bom dia.
    Mais uma vez nos surpreende com suas mensagens incríveis.
    Desta vez, fazendo uso de um trecho de nossa literaturta para convocar um exército para o Senhor, a se unir aos Franciscos da história.
    Quem venham os Riobaldos abraçarem uma causa que, realmente, vale a pena.
    Parabéns pela iniciativa, precisamos, cada vez mais, de gente com determinação para abraçar a causa cristã.
    Grande abraço.
    Roberto.

  3. Roberto 22/07/2013 às 12:56

    Que todas às pessoas estejam com os corações aberto, para que o Papa possa semear com as palavras do espírito Santo, os ensinamentos de Cristo; Unindo os povos, regatando os valores Cristãos entre os indivíduos,famílias e a sociedade. Só assim, construiremos um mundo melhor.

  4. Vivi 22/07/2013 às 16:08

    Três homens Bons … três palavras necessárias: Sabedoria, Fé, Determinação…

    Nas batalhas da Vida precisamos ter junto a nós ” Riobaldos” determinados a Guerrear.

    Parabéns pela Iniciativa e que Deus o abençõe grandemente!

  5. Marcelo de Jesus Ferreira 24/07/2013 às 14:06

    Ricardo, três coisas para iluminar nossa estrada, hoje na homilia do Papa ” Esperança, Ter o coração aberto as coisas de Deus e Alegria”. Vamos em frente… Parabéns.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: