Sete Alegrias

"Alegra-Te, Cheia de Graça…"

Servos Inúteis

É comum a gente deparar com reclamões – pessoas para quem nada está bom. Reclama por que chove ou por que faz sol, está com muito trabalho ou está sem nada pra fazer, ah! seu eu fôsse solteiro, se eu fôsse casado, se eu fôsse mais novo ou se eu fôsse mais velho…

A gente reclama das coisas porque, no fundo, acreditamos ser eternos, o importante é encher o bolso traseiro de grana, aproveitar, não vamos morrer, as coisas estão aí para sempre, para usar e abusar, fomos nós que conquistamos – a Escritura, entretanto, diz o oposto: “O que tens que não tenhas recebido?”

Apegados às caducas coisas da terra nos esquecemos que estamos de passagem e assim passamos a vida reclamando feito filhos mal-agradecidos, nós, que recebemos do Pai, antes de mais nada, a vida, e também também o Amor, e a possibilidade de conhecer a Deus, de criar, de apreciar e de co-redimir.

Diante de tanto amor e da nossa pouca docilidade e da nossa parca correspondência, só nos resta dizer:

“Somos servos inúteis…”

***

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: