Sete Alegrias

"Alegra-Te, Cheia de Graça…"

Clamo a ti: Rosa, Rosa!

Na festa de Nossa Senhora do Rosário, vale a pena recitar os versos compostos pelo beato Herrmann-José, místico dos séculos XII e XII:

Alegra-te, minha bela,

Clamo a ti: Rosa, Rosa!

Linda, especiosa, formosa,

Mais rica de amor que as outras,

Ninguém a iguala entre as outras.

Lúcia, a vidente de Fátima, indagada o motivo pelo qual Maria mandava rezar o Rosário, deu uma resposta tipicamente portuguesa:

– Não sei, pois ela não me disse… nem me ocorreu lhe perguntar.

E acrescentou:

– Talvez pela facilidade de se rezar o Rosário em qualquer lugar, qualquer horário, qualquer circunstância, por qualquer pessoa.

Como quer que seja, em todas as aparições recentes, a Mãe de Deus pede para rezarmos esta repetitiva oração – talvez porque a repetição leve à maestria.

Em 13 de julho de 1917, na aparição em que mais falou com as crianças, a Virgem disse:

“Continuem a rezar o terço em honra de Nossa Senhora do Rosário para obter a paz do mundo e o fim da guerra, porque só Ela lhes poderá valer.”

***

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: