Sete Alegrias

"Alegra-Te, Cheia de Graça…"

No sururu do trânsito

Segundo um estudo recente, o trânsito brasileiro mata mais de 40 mil pessoas por ano. Uma morte a cada 12 minutos! Quem vai resolver este problema? Vamos analisar os agentes brasileiros.

Em primeiro lugar, o governo. Ele deveria ser o primeiro agente. Deveria…

Mas todo mundo sabe que o governo não vai fazer nada. No máximo, mais uma milionária campanha de propaganda jogando a culpa em mim ou em você. O governo não tem solução para os grandes desafios da nossa sociedade, ao contrário, ele faz parte do problema – cadê a segurança pública, a saúde, a educação? Ele só é bom para pegar o nosso dinheiro.

Outro agente seriam as lideranças empresariais, religiosas ou culturais. Seriam…

Porque também sabemos que os líderes brasileiros não lideram nada além do próprio interesse. As raríssimas exceções podem ser contadas nos dedos de uma mão aleijada.

Por fim, cara leitora, caro leitor, sobramos você e eu.

“Apenas dois latino-americanos, sem dinheiro no bolso, sem parentes importantes…”

O que podemos fazer, nós, que ainda temos alguma vergonha na cara e não nos conformamos em ver os nossos irmãos morrendo à míngua? Nós, que ainda temos alguma consciência de que prestaremos duras contas a Deus pela vida dos nossos irmãos?

A nossa primeira obrigação, acredito, é praticarmos uma boa direção defensiva para nos protegermos a nós e àqueles sob nossa responsabilidade – assim, já serão algumas vítimas a menos. Por isso, não deixe de ler os 10 Mandamos do Motorista, texto baseado nos ensinamentos de Bento XVI.

Em segundo lugar, podemos, em vez de seguir a tendência humana de reclamar do que está errado, elogiar o que está certo. Se, no sururu do trânsito brasileiro, você encontrar algum raro motorista cumpridor do dever, gentil ou com um comportamento excepcional, escreva para a empresa dele, elogiando; mande uma mensagem genérica (dia tal, em tal lugar, veículo de tal tipo) – cuidado, não pegue a placa não, você pode ser mal interpretado. Agradeça também, no exato momento, qualquer gentileza recebida.

Estas sugestões são muito pouco, eu sei, são uma gota no oceano; por isso, se você tiver alguma idéia, este blog está aberto para a gente tentar fazer alguma coisa.

Para que, quando nos encontramos com Nosso Senhor Jesus Cristo, possamos ouvir:

–  O que fizestes a um destes pequeninos, foi a Mim que o fizestes.

***

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: